domingo, 16 de março de 2008

O Corpo


" Nunca estive tão só diz o meu corpo e eu rio-me

porque o corpo é o corpo

não tem nada a fazer
não tem para onde ir

não lembra
não se lembra
quer estar sempre agarrado

suprimido

apertado

e se é belo é pior

vive num amarrote permanente "


Mário Cesariny in " A Cidade Queimada "

Sem comentários: