segunda-feira, 14 de abril de 2008

" Noites Brancas " de Dostoiévski


A sua acção, toda ela impregnada de romantismo, decorre em São Petersburgo. Um encontro fortuito numa das famosas noites brancas marca o destino dos dois protagonistas: um sonhador de 26 anos, recluso em liberdade, que deambula pela realidade como um fantasma e exila-se no mundo dos sonhos e Nastenka, uma rapariga romântica, mas desesperada, que idealiza no amor a solução para as suas frustrações.
Entre eles, estabelece-se no decorrer de quatro noites brancas uma estranha espécie de amizade, a qual acaba por evoluir para um sentimento de amor.

Em Nastenka, o sonhador encontrou a felicidade possível durante o sonho, até que, qual laivo de crueldade, reaparece o primeiro amor da sua amada e tudo retrocede.

Ao protagonista fora permitido uns instantes de júbilo, um momento singular de satisfação terrena, um pequeno gozo no mundo, antes de voltar a ser arremessado, como um "trapo velho", para o mundo eterno dos sonhos, ao qual fatalmente pertencia.

Sem comentários: