sábado, 26 de abril de 2008


A Poesia é sempre um acto de paz. O Poeta nasce da paz como o pão nasce da farinha.


Pablo Neruda in "Confieso que he vivido"

1 comentário:

Pedro disse...

Já me disseram que Neruda é um óptimo poeta, mas a verdade é que ainda não o tenho em conta... Deve ser daqueles autores que, quando vir, pode ser que compre por mero acaso.