sexta-feira, 8 de agosto de 2008


" Se pois é lei do fado
que sempre a dor
caminhe negra ao lado
do verdadeiro amor,
vamos sofrendo a nossa
como os demais.
Quem há que amando possa
negar-se ao pranto e aos ais,
bem como aos devaneios,
ao vão sonhar,
aos fervidos anseios,
ao longo suspirar?
São o cortejo infausto
desta paixão,
que fez sempre holocausto
do humano coração. "

William Shakespeare in "Sonho de Uma Noite de Verão"


PS: Hoje vou reservar os bilhetes para a peça de teatro "Sonho de Uma Noite de Verão" que está a decorrer até 16 de Agosto no Palácio da Independência ... Depois partilho a minha opinião no meu outro blogue http://ojardimdossentidos.blogspot.com ! ;)

1 comentário:

Pedro disse...

Que bonito... =')

Ainda não li nenhuma peça de Shakespeare, mas esta parece-me muito bela.