domingo, 9 de novembro de 2008

Vou começar agora a ler ...

" Neste romance estão bem patentes as qualidades típicas da obra de Balzac: a fina observação psicológica dos personagens, a poderosa capacidade criadora, a arte de transformar, com a magia do seu estilo, os factos da vida corrente.
A Mulher de Trinta Anos é o drama duma mulher, Júlia, que o casamento com o coronel D'Aiglemont desiludiu. Acorrentada pela força dos convencionalismos sociais, assume a sua posição de mulher só, e resiste ao amor de Lorde Grenville, que acaba por morrer para não comprometer a honra da mulher amada. Duplamente ferida - pela solidão e pelo desgosto - , Júlia acaba por se ligar com o jovem diplomata Charles de Vandenesse, para conhecer, no seu amor, todas as dores que podem acompanhar os arrebatamentos de uma «mulher de trinta anos». "

" A Mulher de Trinta Anos " de Honoré de Balzac

Sem comentários: