segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Onda Nocturna

"Onda que se desfaz em espuma
Sobre o areal franjado,
Debaixo de um céu sem bruma
E de astros marchetado.

Ondino colar de pérolas
Num dispersar pela areia,
A brilhar sob as estrelas
Em noites de lua cheia.

Vem meigamente ofertar
Em nocturno esplendor ...
Delírios que tráz do mar;
Da terra conquistador !

Onda que vens e deixas
O teu mar enciumado,
A desfazer-se nas queixas
De um amor amaldiçoado ! ... "

Daniel Jorge da Silva em "A Voz do Mar"




Sem comentários: