domingo, 21 de dezembro de 2008

Vou começar hoje a ler ...

" José olha o sol de frente e pensa. Pensa na mulher e no que o diabo lhe disse na venda sobre ela. E pensa no dia em que as cigarras se calarão na planície e os ramos mais finos dos sobreiros e das oliveiras se tornarão pedra. Trinta anos mais tarde, José filho de José, olha o sol de frente e pensa. Pensa na mulher do primo e no que o diabo anda a dizer ao primo na venda sobre eles. E pensa no instante em que nada restará, nem mesmo o silêncio que fazem todas as coisas a olhar-nos. "

"Nenhum Olhar" de José Luís Peixoto

1 comentário:

Pedro disse...

"Cemitério de Pianos" ainda está para vir cá para casa...