quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

" Enquanto a Madalena era uma imagem, a Alda um símbolo da ordem, a Maria Manuel uma cavaleira insaciável e a Laura um anjo, a Ivone era um objecto sexual, uma maçã proibida. "
( ... )
" Segundo a moral estabelecida, eu tive demasiadas mulheres. Mas, olhando para trás, não consigo prescindir de nenhuma. Como já expliquei neste relato quase póstumo, era como se as cinco formassem uma mão, em que cada dedo só faz sentido em conjugação com os outros e não é possível prescindir de nenhum. "

José António Saraiva in "As herdeiras de Adriano Gentil"

Sem comentários: