sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

" Hoje o tempo não me enganou. Não se conhece uma aragem na tarde. O ar queima, como se fosse um bafo quente de lume, e não ar simples de respirar, como se a tarde não quisesse já morrer e começasse aqui a hora do calor. Não há nuvens, há riscos brancos, muito finos, desfiados de nuvens. E o céu, daqui, parece fresco, parece a água limpa de um açude. Penso: talvez o céu seja um mar grande de água doce e talvez a gente não ande debaixo do céu mas em cima dele; talvez a gente veja as coisas ao contrário e a terra seja como um céu e quando a gente morre, talvez a gente caia e se afunde no céu. "

José Luís Peixoto in "Nenhum Olhar"

3 comentários:

Zandali disse...

linda imagem!!
é salvador dali??

beijos

Butterfly disse...

Zandali, apesar de também ser surrealista, não é Salvador Dalí ! ;)

Este pintor ( que adoro ) chama-se Vladimir Kush ! Dá uma espreitadela no seu site (www.vladimirkush.com ) e garanto-te que não te vais arrepender !

Bjinhos

Sil Drabeski disse...

Tbm pensei que fosse Salvador Dali!
Vou espiar o site!