quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

" Olho a chocolaterie. Tem um ar acolhedor, quase íntimo. Velas acesas nas mesas e a montra do Advento iluminada por uma luz rosada. O cheiro a laranja e a cravinho que se evola do perfumador suspenso por cima da porta, a pinheiro da árvore de Natal, a vinho quente açucarado que servimos com o nosso chocolate quente com especiarias e a bolachas de gengibre acabadas de sair do forno. Atrai-os ... aos três e quatro de uma vez ... clientes habituais e não habituais, e turistas também. Detêm-se ao pé da montra, aspiram o aroma e entram, porventura meio atordoados com a profusão de aromas, de cores e das suas guloseimas preferidas nos expositores de vidro - biscoitos de laranja amarga, mendiants du roi, quadrados picantes, trufas com licor de pêssego, papos-de-anjo de chocolate branco, doces aromatizados com alfazema - todas a segredarem num sussurro inaudível ...
Experimenta-me. Saboreia-me. Prova-me. "

Joanne Harris in "Sapatos de Rebuçado"

Sem comentários: