segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Poesia da Chuva !

" Gota após gota, ouço bater mansinho,
Na vidraça de meu quarto, embaciada;
Como lágrimas a cair devagarinho
Dos olhos da manhã acinzentada !

Parecem murmúrios do céu a mendigar
Um pouco de ternura e compaixão;
Batendo nas vidraças para entrar
E compartilhar da minha solidão !

Por vezes cessa, triste e por um momento,
As suas lágrimas têm a cor do sofrimento,
Que elas traduzem de forma tão sentida !

Manhã chuvosa, tão cheia de melancolia !
Tu és a imagem dolorosamente fria,
Do choro convulso e amargo desta vida ! "

Daniel Jorge da Silva in "A Voz do Mar"

Sem comentários: