sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

" A profissão policial é maioritariamente prosaica e sistemática, o oposto das zonas brumosas do inexplicável. Lida pouco com o mistério e muito com a mentira. Quando algo de estranho ocorre, as mentes treinadas na forja aristotélica insistem na perspectiva do concreto, o mistério é o ainda não conhecido, ou seja negam liminarmente o mistério.
Mas neste caso do tal Gonçalo Vieira, o mistério está presente. Tudo nele cheira a mistério. Reitero o que disse, cheira a mistério ! O odor é um dos sentidos menos treinados pelo homem e dos mais utilizados pelos animais. E digo-vos que o olfacto é fundamental para captar o que a realidade concede sugerir-nos !

Excerto retirado de "Os Novos Mistérios de Sintra"

Sem comentários: