quinta-feira, 12 de março de 2009

Vou começar hoje a ler ...

" Irvin D. Yalom, autor do aclamado romance Quando Nietzsche Chorou, ( best-seller em 20 países ), regressa com mais um romance brilhante.
Julius é um terapeuta de sucesso que perante a iminência da morte se vê obrigado a fazer um balanço de toda a sua vida. Philip Slate foi seu paciente, e Julius recorda-o como o grande falhanço da sua carreira. Na tentativa de fazer as pazes com o passado, Julius contacta-o para fechar o último capítulo deixado em aberto. Mas Philip é agora um homem diferente e propõe uma troca.
Simultaneamente o autor tece a história verídica de Arthur Schopenhauer e envolve-a na narrativa, provocando uma leitura compulsiva e oferecendo uma lição sobre a influência do filósofo alemão no pensamento contemporâneo. A narrativa de A Cura de Schopenhauer move-se em várias direcções, mas todas elas convergem num todo. Uma maravilhosa aventura emocional e intelectual, de deslumbrante intensidade. "

1 comentário:

Cristina Bernardes disse...

Fiquei com curiosidade, principalmente pq em muitas obras de Eça aparece o pessimismo de Schopenhauer, retrato de uma sociedade do finais do século XIX em decadência.