segunda-feira, 6 de abril de 2009

"Schopenhauer apreciava as técnicas de meditação orientais e o destaque que estas dão à libertação da mente, de ver através da ilusão e aliviar o sofrimento aprendendo a arte do desapego. Aliás, foi ele quem trouxe o pensamento oriental para a filosofia do Ocidente."

Irvin D. Yalom in "A Cura de Schopenhauer"

2 comentários:

Paula disse...

Parece bastante interessante. Vou colocá-lo na minha wish list.
Sabes, também tenho uma paixão por psicologia :)

Bjs e continuação de boas leituras

Homem do Leme disse...

Bem, parece que partilhamos 3 paixões: a literatura (sou viciada), a filosofia (adoro e leio muito filosofia) e a psicologia (a minha formação académica e pós académica).

Quanto a este livro, há muito que o pretendo comprar, pois acho fascinante a filosofia de Schopenhauer. Do mesmo autor li "Qundo Nietsche chorou" e adorei.

Continuação de boas leituras!!!