terça-feira, 7 de abril de 2009

Vaidade

"Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade !

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo ! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade !
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita !

Sonho que sou Alguém cá neste mundo ...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a Terra anda curvada !

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho ... E não sou nada ! ..."

Florbela Espanca in "Sonetos"

5 comentários:

Paula disse...

Gosto muito de Florbela, a minha poetisa preferida. Acho que do seu grande sofrimento resultou poemas tão belos e tão sentidos.
Porém, acho que ler Florbela quando estamos triste é "perigoso" os poemas têm o poder de nos arrastar para uma maior tristeza. Não sei se concordas comigo. Mas é assim que eu sinto.
Beijo

Butterfly disse...

Sim Paula, concordo plenamente contigo !
É um facto, e também falo por experiência própria, que os poemas mais belos, mais fortes, são escritos em períodos de grande sofrimento.
E também é verdade que ontem sentia-me muito triste ... ;(

Bjinhos

Zandali disse...

olá...

ando sumida... ás vezes passo por aqui, mas não deixo comentários...
muito trabalho!!

mas, para não perder os vínculos, eis-me aqui! adoro florbela espanca, trabalhie um pouco com ela na faculdade!

adoro "fanatismo"

bem, vamos indo...
quantos livros vc já leu neste ano?? estou tentando terminar alguns, estou atrasada e se continuar assim não atinjo a meta dos 50... hunf... vou fazr como a nelida, aproveitar os feriados!!

beijso e saudades!!!

Dreamfinder disse...

Que bonito poema. ;) Adoro Florbela.

Livros de Bia disse...

Nossa, eu amo Florbela Espanca!
Ela em dúvida é uma das minhas poetisas preferidas pela sensibilidade e profundidade de seus versos!

Parabéns pelo blog!
Visite-me!

http://livrosdebia.blogpost.com

Bjs