domingo, 12 de julho de 2009

" Marco Polo completou :
- A felicidade não existe pronta, não é uma herança genética, não é um privilégio de uma casta ou camada social. A felicidade é uma eterna construção.
Respirando aliviada, ela indagou :
- Como posso construí-la ?
Como um contador de histórias que passeia pela psicologia, ele fitou os seus olhos e discorreu :
- Houve reis que tentaram aprisionar a felicidade com o seu poder, mas ela não se deixou prender. Milionários tentaram comprá-la, mas ela não se deixou vender. Famosos tentaram seduzi-la, mas ela resistiu ao estrelato. Sorrindo, ela sussurrou ao ouvido de cada ser humano: «Ei ! Procura-me nas decepções e dificuldades e, principalmente, encontra-me nas coisas anónimas da existência. » Mas a maioria não ouviu a sua voz, e entre os que a ouviram, poucos lhe deram credibilidade.
- Que lindo ! Fala mais sobre o que é ser feliz, meu imprevisível poeta.
- Ser feliz é ser capaz de dizer «eu errei», é ter sensibilidade para dizer «eu preciso de ti», é ter ousadia para dizer «eu amo-te». "

Augusto Cury in "A Saga de um Pensador"

Sem comentários: