terça-feira, 15 de setembro de 2009

Recusa do Mar

" Tenho no mar a força que me vem
Das entranhas, me anima a existência,
Me tonifica os dons da inteligência,
Me faz do sonho extático refém.

Oiço na voz do mar a voz do Além
Num apelo constante à minha essência;
De mim por ela tomo consciência
E da luta que travo com ninguém.

Sinto no mar, na sua imensidade,
A dimensão da minha eternidade
Que viso com empenho edificar ...

Mas a procura que não chega ao fim,
Que persisto fazer atrás de mim,
Essa resposta não ma deu o mar. "

Pinho Neno in "À Procura de Mim"

Sem comentários: