quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Li "A Casa Amarela" e ...

Sinopse:
" Dois gigantes, uma pequena casa...
De Outubro a Dezembro de 1888, uma dupla de artistas, na época mal conhecidos, partilhou uma casa em Arles. Paul Gauguin e Vincent van Gogh comeram, beberam, conversaram e discutiram, dormiram e pintaram numa das mais intensas e espantosas oportunidades criativas da História. Porém, à medida que as semanas passavam, Van Gogh começava a sentir a tensão, discutia com o companheiro e automutilava-se, levando Gauguin a deixar a casa sem sequer se despedir. A Casa Amarela é um retrato do tempo que passaram juntos, bem como uma abordagem inteligente da sua frágil amizade, arte, loucura, génio e das razões para o chocante acto de automutilação de Van Gogh que até hoje o mundo procura explicar. "

De uma forma bastante original somos conduzidos por Martin Gayford até uma pequena cidade solarenga de província no Sul de França, Arles.
Nesta, deparamo-nos com o sonho de um homem, mais propriamente Vincent Van Gogh, em criar uma comunidade de artistas, um círculo de pintores dispostos a partilhar ideias, cores, temas, experiências, livros e vivências.
Um dos seus 'companheiros' será precisamente Paul Gauguin, com quem compartilhará modelos e paisagens. A casa amarela tornar-se-á um pólo de comunicação artística entre dois músicos da cor até que a personalidade instável de Vincent acabará por afastar Gauguin.

E é assim que ao longo de 9 semanas e 326 páginas embrenhamo-nos numa das mais espantosas maratonas criativas da arte ocidental.Adorei esta obra biográfica, recomendando-a a todos aqueles que, tal como eu, são apaixonados por literatura e pintura ! ;)

( 44º livro lido em 2009 ... 10517 páginas lidas )

2 comentários:

Zandali disse...

e vamos em frente an meta dos 50 livros! anotei a indicação!
beijos

Dreamfinder disse...

Fiquei com bastante vontade de ler este livro. Agora que o Natal está quase aí, talvez seja uma boa altura para o resgatar de uma livraria. ;)