quarta-feira, 7 de julho de 2010

Nunca deve desistir das suas ideias

"Conta a lenda que um príncipe ia ser coroado imperador, mas, de acordo com a lei, deveria casar-se. Sabendo disso, ele lançou o seguinte desafio ao grupo de jovens do seu reino que se lhe havia apresentado:
- Darei a cada uma de vós uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me apresentar a mais bela flor será a minha esposa.
O tempo passou e uma das jovens, a mais humilde delas, apesar de não ter muita habilidade para as artes da jardinagem, cuidava da sua sementinha com muita paciência e ternura, pois sabia que, se a beleza da flor surgisse na mesma extensão do seu amor, não precisaria de se preocupar com o resultado.
Passaram-se três meses e nada germinou. Passaram-se os seis meses e ela nada havia conseguido, a semente não germinou. Porém, consciente do seu esforço e dedicação, compareceu no palácio, na data e hora marcadas. E lá estava a jovem, com o seu vaso de flores vazio, junto de todas as outras pretendentes, cada qual com uma flor mais bela do que a outra.
O príncipe observou cada uma das pretendentes, com muito cuidado e atenção, e anunciou que a jovem que trazia o vaso vazio era a escolhida. Seria ela a sua futura esposa. Ninguém compreendeu porque tinha ele preferido, justamente, a jovem que nada havia trazido ! Então, calmamente, esclareceu:
- Esta foi a única que trouxe a flor que a tornou digna de se tornar imperatriz, a flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram estéreis.
Nunca deve desistir das suas ideias. Acredite nelas e trabalhe."

Alexandre Rangel in "O que podemos aprender com os gansos"