terça-feira, 27 de julho de 2010

Sopro

"Passas como passa
O riso do vento
Mas na tua graça
Não há pensamento.

Porém, sem teu riso,
Que seria a graça
Do meu pensamento ?

Pedro Homem de Mello in "Jardins Suspensos 1937"

Sem comentários: