terça-feira, 10 de maio de 2011

"A inspiração.
A tua inspiração capta as ideias que se amontoam, como uma grande nuvem sobre o planeta.
Nuvem que foi muitas vezes baptizada como «noosfera».
No seu interior as ideias misturam-se, tornam-se híbridas, fundem-se.
Ficas a saber que as ideias são como seres independentes.
Têm a sua própria evolução, a sua própria selecção, a sua própria mutação.
São unicamente filhas dos nossos cérebros.
Já existiam antes dos humanos e continuarão a existir depois.
Umas propagam-se, outras vivem em autarcia.
Outras aguardam para surgirem só no melhor momento.
Outras planam generosamente para serem agarradas por sonhadores e artistas.
Não obstante, sabes que também tu podes colher estas ideias.
Cada vez que te apetecer, podes visitar a noosfera e retirar tudo aquilo de que necessitas para criar no teu domínio privilegiado.
Mas não esqueças de que essas ideias não provêm de ti.
A tua criatividade consistirá em ligá-las de forma diferente.
Debruça-te sobre a noosfera. A tua memória aumenta para armazenar ideias, compará-las, sistematizá-las, fazê-las evoluir no teu laboratório espiritual pessoal."

Bernard Werber in "O Livro da Viagem"

Sem comentários: