quarta-feira, 8 de junho de 2011

A retórica das sereias

"Alguns autores gregos afirmam que a sedução das sereias não estava tanto na beleza da voz, mas no conteúdo do discurso. Platão comparava o canto das sereias com a maneira de falar de Sócrates.
( ... )
Homero insiste nos dons divinatórios e proféticos das sereias. Cícero (106-43 a.C.), por seu turno, faz notar que a tentação exercida pelas sereias nos homens não incide na luxúria, mas na sabedoria. Elas oferecem aos homens a memória e o conhecimento, a inteligência suprema, a glória e o renome. Numa palavra, oferecem-lhe a imortalidade e propõem-lhes tornarem-se deuses. Qual o mortal que resiste a um tal convite ?"

Édouard Brasey in "Sereias e Ondinas"

Sem comentários: