terça-feira, 1 de novembro de 2011

"Histórias de Jazz"


Um par de horas bem passado, "ouvelendo" jazz e bebendo um praliné de amêndoa e noz! ;)

"Alguns sons emergiram de raízes profundas, que se perdem no tempo e nas almas, desde o canto ecoando nos campos, ao júbilo dourado dos metais. E era jazz.
Também o marfim e o ébano se misturaram aos sincopados tambores, em digressões de sonho e espontaneidade, no claro-escuro dos clubes míticos, nas cidades impregnadas de agitação e ritmo, ora quente, ora frio, mas sempre no coração do sentimento. E era swing.
Outra vez ressoou a voz do lamento e do piano, repetindo as frases até se transformarem em infinitas variações do mesmo desejo. E eram blues.
No entanto, continuaram nos palcos as grandes orquestras de sopros brilhantes e as figuras que cantaram um lugar também maravilhoso. E era cool.
Já universal, já nosso, em acorde de grito e liberdade, o jazz vibrou numa festa de cores."

Sem comentários: