quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

"Despojo"

"Já depois de colhido
pela mão do segredo,
o amor foi cortado
com a faca do medo.

Das metades mordidas
na vertente das fugas,
tão-somente ficaram:
remorsos, raivas, rugas."

David Mourão-Ferreira in "Tempestade de Verão (1950-1953)

Sem comentários: