domingo, 13 de maio de 2012

O meu corpo é um planeta

"O meu corpo é um planeta entregue a órbitas elípticas,
disposto em intervalos redimensionáveis em sequências
giratórias, tão vulneráveis a componentes gravitacionais
como a proximidade dos teus quadris num eixo ôntico
que descreve a rota de satélites e a natureza endémica
das intempéries; um veio magnético, magmático, coisas
como punhais, umbigos, umbrais, o desassossego
ou apenas a estância fúnebre do teu olhar."

José Rui Teixeira  (1974)

Sem comentários: