segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Esteira e Cesto

"No entrançar de cestos ou de esteira
Há um saber que vive e não desterra
Como se o tecedor a si próprio se tecesse
E não entrançasse unicamente esteira e cesto

Mas seu humano casamento com a terra"

Sophia de Mello Breyner Andresen  em "O Nome das Coisas"

Sem comentários: