sábado, 27 de outubro de 2012

"Outra qualidade dos loucos, e que não é para desprezar, é que eles são os únicos sinceros e verdadeiros. E que haverá de mais louvável que a verdade? Ainda que um provérbio de Alcibíades, relatado por Platão, diga que ela se encontra apenas na infância e no vinho, é a mim que pertence este mérito. Tudo o que o louco tem na alma mostra-o no rosto e a sua boca di-lo sem hesitar; os sábios, pelo contrário, têm duas línguas, uma para dizer a verdade, outra para dizer o que é oportuno, como refere o mesmo Eurípedes. Sabem «fazer do branco preto», soprar no frio e no quente e evitar a confusão entre o que sentem e o que dizem."
 
Erasmo de Roterdão  em "Elogio da Loucura"

Sem comentários: