sexta-feira, 29 de março de 2013

Canção de Outono

"Longos lamentos
Dos violinos
Do Outono
Trazem-me os finos
E doces ventos
De um monótono abandono.
 
Todo ofegante
A sós comigo
Chega o instante
E então demoro
No tempo antigo
E choro.
 
Tal como sou
No vento vou
Que me transporta
De cá p'ra lá
Semelhante à
Folha morta."
 
Manuel Alegre  em "Rouxinol do Mundo"

Sem comentários: